sábado, 16 de julho de 2016

Niki


Lembro do dia que te trouxe para casa, tão pequenina e assustada. Miou o caminho todo... Assim que entrei em casa, logo corri pro quarto, na ânsia de te pegar no colo. Te tirei da caixa de transporte com o maior cuidado, acho que naquele momento você não sabia se queria sair de lá ou ficar por lá mesmo, o medo era tanto! Apesar de ter 3 meses já, era tão miudinha, quase cabia apenas na palma da mão. Te peguei no colo e trouxe junto ao peito, e nesse momento aprendi que você não gosta de contato visual com pessoas desconhecidas, pois o pavor foi tanto que fiquei com marcas profundas nas mãos por te segurar pra não fugir, aquelas unhadas doeram, mas não me importei. Minha mãe logo veio querer ver o "pacote", mas na época tínhamos um poodle dentro de casa e eu disse a ela para não deixa-lo entrar no quarto, mas ela não me ouviu... Quis logo te pegar no colo, e eu avisei "cuidado, ela esta assustada", ela esqueceu a porta do quarto aberta e nisso o cachorro apareceu, nossa! Que alvoroço você causou! Em questão de segundos tive que colocar mãe e cachorro pra fora do quarto, fechar a porta rápido e te observar dar umas 3 voltas correndo no quarto todo... Nem sei como você foi parar dentro da minha escrivaninha, lá no fundo, em cima de uma pilha de livros, num espacinho minusculo! E te tirar de lá? Quase perdi a mão fazendo isso... O susto foi tamanho, que você chegou a se borrar, e eu pensei "ai Jesus, não posso nem dar banho, se não desse modo ela não vai me amar mesmo!" e sendo assim te peguei no colo e esperei pacientemente você se aquietar. Te soltei com calma em cima da cama e você correu pra trás do meu travesseiro, ainda assustada. Fui tomar um banho e quando voltei, você ainda estava lá com medo. Fui devagarinho, consegui te pegar, deitei na cama e te aninhei entre as cobertas. Somente após umas quatro horas ali, você foi se sentir segura suficiente para se banhar. Até ronronou pra mim! Tive que me conter pra não te afofar.

Sabe, naquele dia você me deu trabalho, mas sinto que valeu a pena, demorou um tempo pra eu te cativar isto é fato, mas hoje você é meu pequeno chicletinho, que se eu passar mais de dois dias fora de casa, levo "bronca" quando volto... Acho que sempre desejei com tanta força que eu tivesse um bichinho de estimação que fosse todinho meu e por mim, que eu finalmente fui atendida! Por que olha, ainda esta para nascer bichinha tão ciumenta quanto tu! Então por favor me promete uma coisa? Seja imortal! Pois não sei se eu conseguiria aguentar ficar sem a minha pequena ronronante dormindo ao meu lado na cama todos os dias...


Nenhum comentário:

Postar um comentário